Rua Santa Catarina, 65, sala 214B - Curitiba-PR 41 3401-6090 41 99687-2175 41 99613-6828

Como fazer um teste de estanqueidade em sistemas hidrossanitários

Saiba mais sobre Como fazer um teste de estanqueidade em sistemas hidrossanitários

Durante o processo de montagem das tubulações hidráulicas, estas devem ser submetidas a ensaios de estanqueidade. Importante que o teste seja feito antes das tubulações serem encobertas para facilitar eventuais correções e reparos.

O teste consiste em encher toda a tubulação com água a 20°C de modo a não permanecer no seu interior nenhuma bolha ou bolsão de ar. Feito isso, pressuriza-se o sistema com uma bomba hidráulica manual a partir do ponto de utilização. A bomba deverá ser munida de manômetro.

De acordo com a norma vigente (NBR 5626:2020 – Sistemas prediais de água fria e água quente – Projeto, execução, operação e manutenção), o teste deverá ser realizado de modo a submeter cada seção da tubulação a uma pressão mínima de 600kPa (60 m.c.a.) ou 1,5X a máxima pressão de trabalho – o que for menor.

Atingida a pressão do ensaio, caso a tubulação não apresente vazamentos nem queda de pressão durante o período de 1 hora, o sistema será considerado estanque.

Caso o teste seja feito em sistema de tubulação para água quente, deve-se utilizar água com temperatura mínima de 80°C e ser realizada antes de eventual isolamento térmico ou acústico.

Como fazer um teste de estanqueidade em sistemas hidrossanitários

Exemplo de bomba manual para teste hidrostático

ENSAIO DE ESTANQUEIDADE DE RESERVATÓRIOS

Os reservatórios também devem ter sua estanqueidade verificada por meio de ensaio. Neste caso, deve-se preencher o reservatório com água até o nível máximo permitido. Depois, deve-se procurar vazamentos ou escoamentos pelo extravasor, pelas conexões e pelas paredes, no caso de concreto. Caso não sejam detectados vazamentos ou extravasamentos durante 72 horas seguidas, o reservatório será considerado estanque.

No caso de reservatórios de concreto, a impermeabilização é uma etapa fundamental no processo de construção do reservatório. Esta impermeabilização deve estar de acordo com a NBR 9575:2010 – Impermeabilização – Seleção e projeto.

ENSAIO DE ESTANQUEIDADE EM INSTALAÇÕES DE ESGOTO E ÁGUAS PLUVIAIS

No caso das tubulações de esgoto e águas pluviais, estas não devem apresentar vazamentos quando submetidas à pressão de 60 kPa (6 m.c.a.) por 15 minutos caso o ensaio seja feito com água, ou de 35 kPa (3,5 m.c.a.) caso seja feito com ar.

As normas técnicas que tratam dos assuntos deste artigo são:

• NBR 5626:2020 – Sistemas prediais de água fria e água quente – Projeto, execução, operação e manutenção;

• NBR 15575:2013 – Edificações habitacionais – Desempenho – Parte 6: requisitos para os sistemas hidrossanitários;

• NBR 8160: 1999 – Sistemas prediais de esgoto sanitário – Projeto e execução;

• NBR 10844:1989 – Instalações prediais de águas pluviais.


Solicite um orçamento