Av. Sete de Setembro, 4995, Sala 03 - Curitiba-PR 41 3401-6090 41 99687-2175 41 99613-6828

A minha obra tem muito aço.

Saiba mais sobre A minha obra tem muito aço.

Por vezes, o mestre-de-obra ou o armador comenta com o proprietário da obra que "a estrutura tem muito aço", e que não é necessário tudo aquilo. Este artigo visa comentar os fatores que influenciam as taxas de armadura no concreto armado, quais são as taxas usuais de aço em estruturas de concreto armado, e de onde vem esta percepção da mão de obra.

A minha obra tem muito aço.

A minha obra tem muito açoA minha obra tem muito aço

Quais fatores influenciam as quantidades de aço de uma estrutura?

Diversos fatores podem influenciar o quanto de aço é necessário em uma estrutura. Pode-se citar em primeiro lugar as definições tomadas no Projeto Arquitetônico. Caso a estrutura tenha vãos livres e/ou balanços muito grandes, isso influenciará muito nos esforços gerados na estrutura, elevando seus valores. Outra razão pode ter relação à utilização da estrutura e qual o fim para qual ela foi projetada. Uma laje calculada para ser utilizada em uma residência terá um carregamento menor do que uma projetada para uma academia de ginástica onde estão presentes uma carga grande de pesos, ou um estacionamento que deverá receber a carga de veículos grandes. De toda a forma, apenas o engenheiro que elaborou o projeto estrutural poderá dizer quais os critérios que foram utilizados para a concepção da estrutura por ele feita.

Quais as taxas usuais de aço em uma estrutura de concreto armado?

As taxas de armadura variam de estrutura para estrutura, pois as concepções e carregamentos de um projeto nunca serão iguais a outro. Para uma edificação residencial, é comum encontrar as seguintes faixas de valores: 65 a 85kg de aço por metro cúbico de laje, 85 a 155kg de aço por metro cúbico de viga, 110 a 150kg de aço por metro cúbico de pilar, e de 15 a 21 kg/m² construído. Porém, é possível obter-se valores acima ou abaixo destas faixas, a depender de cada caso.

De onde vem a percepção da mão de obra de que "tem muito aço"?

Os profissionais que compõem a mão de obra podem ter uma noção das quantidades utilizadas em uma estrutura com base nas obras executadas anteriormente por eles, ou seja, proveniente de sua vivência. Logo, nada garante que as condições que estavam presentes nas suas obras anteriores estejam presentes na nova obra, muito menos de que as suas obras anteriores foram corretamente dimensionadas. Logo, cada projeto é um projeto, com suas próprias condições de contorno, detalhes e características.

Sempre que houver dúvidas sobre aspectos do projeto estrutural deve-se questionar o projetista original para elucidar as diretrizes que nortearam o projeto. Caso estas dúvidas não sejam sanadas, em último caso deve-se procurar a consultoria de um outro engenheiro de estrutura que poderá avaliar o projeto e refazê-lo se for necessário. Nunca permita que a mão de obra execute a estrutura com as disposições dos elementos estruturais e seus constituintes de maneira diferente da que está no projeto, pois além de correr o risco de invalidar todo o projeto da obra, também corre-se o risco de executar uma estrutura insegura.

#Estrutura #ProjetoEstrutural #Concreto #Aço #Construção


Solicite um orçamento